Aumentar Diminuir

A ética e a convivência humana

A ética faz parte da existência humana, sem ela os seres humanos não conviveriam socialmente. A ética nos ajuda a perceber o que é bom e mau, correto e incorreto, justo e injusto, adequado e inadequado; sendo assim, o grande objetivo da ética é buscar as regras da boa convivência do ser humano junto à sociedade. Em outras palavras: a grande característica da ética é a reflexão sobre a ação e a conduta humana.

Convivemos com certo modismo e até uma espécie de ‘status’ em relação à ética e nessa dimensão se perdendo a essência da ética e sua importância para a convivência humana. Olhando para a história da humanidade, percebemos que desde os tempos dos gregos antigos, havia um interesse dos cidadãos para compreender o que era ética e isso os levava a  conviver harmoniosamente. Contudo, no transcorrer do tempo, principalmente com o clamor das guerras e disputa do poder fazem com que a ética fique em segundo plano. Essa conduta traz efeitos maléficos, principalmente quando a guerra torna-se solução; basta analisar o contexto da Primeira e Segunda Guerra Mundial, dos Campos de Concentração, das conseqüências das bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki e tantos outros conflitos que envolvem paises. Esses efeitos maléficos dos conflitos levam-nos a entender que é urgente a retomada dos conceitos e da vivência da ética.

Vivemos no Brasil e nele devemos concentrar nossas reflexões, sejam elas aquelas de  repercussão nacional ou as mais próximas de nossa realidade. Nessa dimensão devemos refletir a respeito do papel dos meios de comunicação em nosso país. O professor Pedrinho Guareschi, em seu livro Sociologia Crítica, apresenta muitos argumentos que demonstram a falta de ética dos meios de comunicação em nosso país.

Quem detém poder, principalmente na mídia, que tem seu código de ética e conduta, não deve abusar desse poder, pois como grandes ‘formadores de opinião e até de valores’, devem exercer ética e não podem jogar no lixo seus códigos de ética.

Sabemos que a perfeição não existe, mas os cidadãos conscientes e que observam que as ‘crises existem’, não podem esquecer da ética. Todos precisam acreditar que é possível conviver de forma harmônica e um caminho segura para sua efetivação é pela ética. E, mesmo que vivamos em tempos difíceis para a convivência social, não podemos deixar de vislumbrar que os novos tempos chegarão, principalmente pelo resgate da ética. O grande filósofo grego Aristóteles afirmou que o ser humano só pode ser feliz quando desenvolve e utiliza toda  sua capacidade e quando vive com equilíbrio; em outras palavras o filósofo da Grécia antiga nos alerta que somente pela vivencia da ética poderemos ter uma vida feliz e uma boa convivência social.   

Ciro Toaldo

Sou o Porfessor Ciro José Toaldo, mestre em História pela UFMS, atualmente profesor de Histórai na rede públcia de Naviraí MS e Ensino Superior. Blog http://cj.toaldo.zip.net

Fonte: Web Artigos

Comentários

Os comentários no site são controlados por moderador.
Num prazo máximo de 24 horas, seu comentário será publicado ou rejeitado.
Agradecemos a sua compreensão.
Nome:
E-mail:
Ver e-mail: Não | Sim



Rua João Carvalho 800 - Sala 1309 Cobertura
Edifício Talent Center - Aldeota
CEP: 60.140-140 - Fortaleza - CE
Telefax: (85) 3055.3993